Dicas para quem pretende comprar um imóvel no feirão da casa própria

Dicas para quem pretende comprar um imóvel no feirão da casa própriaA Caixa Econômica Federal está realizando, até o dia 10 de junho, o seu 8° Feirão da Casa Própria. O evento que já aconteceu em cinco cidades (Belo Horizonte, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, Brasília) e passará por mais oito (São Paulo, Curitiba, Fortaleza, Uberlândia, Campinas, Porto Alegre, Belém, Florianópolis), oferece mais de 430 mil imóveis, novos e usados e com ótimas condições de pagamento.

Outra grande vantagem do Feirão é que em apenas um só lugar o visitante encontrará imobiliárias, construtoras, incorporadoras, corretores, cartórios e os agentes da Caixa responsáveis por orientar, analisar e liberar o financiamento. Porém, toda grande compra exige um cuidado, para isso reunimos algumas dicas para as pessoas que pretendem comprar um imóvel no Feirão da Casa Própria.

1 – Antes de fechar qualquer negócio pesquise e compare os preços

2 – Preste bastante atenção nos juros, eles mudam de acordo com o valor do imóvel e do financiamento. O mais indicado é consultar outros bancos, sem esquecer-se de adicionar na comparação as taxas administrativas e encargos cobrados por cada instituição financeira. Para facilitar utilize o simulador online oferecido pelos bancos.

3 –  Faça sempre um planejamento antes de qualquer coisa, pois o financiamento irá comprometer a renda familiar por muitos anos. O ideal é que a prestação não comprometa mais de 30% da renda familiar e é bom ter cerca de 50% do valor do imóvel depositado em FGTS, poupança ou em aplicações, afirma Marco Aurélio luz, presidente da AMSPA .

4 – Caso o seu interesse seja em adquirir um imóvel na planta, certifique-se da idoneidade da construtora da construtora, solicitando o CNPJ e consultando o Procon e reveja no Post sobre esse tipo de compra.

5 – Para os que buscam um imóvel usado, alguns detalhes são importantes, como: conferir a matricula do imóvel no Cartório de Registro, e seu estado. Uma dica é conversar com os vizinhos e coletar mais detalhes sobre o local.

6 – Após escolher o imóvel, antes de fechar o negócio, peça ao banco ou a construtora uma projeção da primeira até a última parcela da prestação. Caso o financiamento seja feito diretamente com a construtora e a dívida seja repassada para o banco solicite uma simulação.

7 – Não pague nenhum valor que estiver fora do contrato. Em muitas das situações, o futuro mutuário acaba pagando taxas abusivas como, a SATI e Corretagem sem saber da sua ilegalidade e depois quando vai atrás dos seus direitos tem dificuldade de comprovar o pagamento feito à parte, alerta o especialista.

8 – Faça um arquivo, guarde toda a documentação, anúncios, folders, fotos de maquetes e cartões. Isso servirá como prova caso algo não seja feito de acordo com o prometido.

Siga @fisgo no Twitter e fique por dentro de todas as notícias do site ou acesse: Fisgo.com.br.

Fonte: Revista Exame

 

Siga o @fisgo no Twitter e fique por dentro de todas as notícias do site ou acesse: Fisgo.com.br.

Este artigo foi publicado em Imóveis, Mercado imobiliário e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione em seus bookmarks o link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>