Casas flutuantes são cada vez mais comum na Inglaterra

Casas flutuantes são cada vez mais comum na Inglaterra

Casa-barco do guitarrista da banda Pink Floyd - David Gilmour

Para muitas pessoas a casa na beira da água já é suficiente, porém alguns britânicos querem mais. Sendo assim, uma das soluções encontradas foi trocar a terra firme pela casa flutuante. A cada dia que passa ter uma casa-barco em Londres é mais comum, porém esse novo estilo de vida não é para muitos, pois custa caro, um quarto e sala sai por cerca de 260.000 reais. De acordo com alguns adeptos, mesmo assim ainda sai mais barato que imóveis em terra firme.

Só na Grã Betanha, a calma e a tranquilidade do local onde as casas flutuantes são acopladas, já conquistaram cerca de 15 mil pessoa, inclusive o guitarrista da banda Pink Floyd, David Gilmour, também aderiu ao novo setor imobiliário. Vale ressaltar que outro ponto forte, é que os imóveis podem ser feitos sob medida, ou seja, como o cliente desejar.

Mas nem tudo são flores, apesar da nova opção ser ecologicamente correta, devido à popularidade das casas-barco, o espaço para construção de novos imóveis está ficando escasso, o alto custo de manutenção também é outro fator negativo. Mesmo assim o construtor desses imóveis, Michael Oshea, manter esse tipo de empreendimento ainda é mais rentável.

Siga @fisgo no Twitter e fique por dentro de todas as notícias do site ou acesse: Fisgo.com.br.

Fontes: G1; Charles Portilho Blog

Siga o @fisgo no Twitter e fique por dentro de todas as notícias do site ou acesse: Fisgo.com.br.

Este artigo foi publicado em Imóveis e marcado , , , . Adicione em seus bookmarks o link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>