Um sonho que pode se tornar real: bairros erguidos em apenas 24 horas

Um sonho que pode se tornar real: bairros erguidos em apenas 24 horas

Os transtornos causados pelas fortes chuvas é discutido diariamente pelas autoridades, após algumas tragédias algumas famílias ainda não conseguiram casa e nem mesmo voltar a sua rotina, foi pensando nisso que Giovana Feres, arquiteta formada pela Universidade de Campinas (Unicamp) pensou ao produzir seu trabalho de graduação, para a instituição. Seu projeto consiste na construção de casas modulares que podem ser erguidas apenas 24 horas.

Um sonho que pode se tornar real: bairros erguidos em apenas 24 horas

A idéia da nova arquiteta está sendo muito bem explorada, e possivelmente será utilizada, para isso, até o final do ano o projeto será levado para o Ministério das Cidades. As casas emergenciais possuem 16 metros quadrados de áreas e abrigam até oito pessoas, o grande responsável pelo tempo mínimo de construção é o material utilizado: os módulos pré-fabricados de polietileno, um material plástico que é bastante utilizado em dutos de ar condicionado. Além de oferecer segurança e conforto, o polietileno possui um custo relativamente baixo e é facilmente encontrado.

Um sonho que pode se tornar real: bairros erguidos em apenas 24 horas

Giovana Feres e seu orientador Medrano

Os módulos possibilitam, inclusive, a implantação de bairros provisórios com toda a infraestrutura necessária para o atendimento básico das vítimas. O abrigo permite que a família fique resguardada até que sua residência seja reconstruída, afirma Giovana.

A responsável pelo projeto, afirma que os abrigos podem ser transportados facilmente, através de uma grande maleta e são reutilizáveis, sua vida útil é de até 2 anos. O interior das casas emergenciais cabe: camas dobráveis, uma bancada com pia e fogão elétrico, o banheiro é químico, parecido com os utilizados na construção civil. Além de todas essas bem feitorias, os abrigos são sustentáveis, o piso é feito de material reciclado e a parte hidráulica e elétrica é a base de energia eólica.

Um sonho que pode se tornar real: bairros erguidos em apenas 24 horas

Na verdade, qualquer tipo de energia pode ser utilizada na casa. Vai depender da região, conclui a arquiteta.

Siga @fisgo no Twitter e fique por dentro de todas as notícias do site ou acesse Fisgo.com.br.

Fonte: O Globo; Correio Braziliense; Architetando Verde

Siga o @fisgo no Twitter e fique por dentro de todas as notícias do site ou acesse: Fisgo.com.br.

Este artigo foi publicado em Imóveis e marcado , , , . Adicione em seus bookmarks o link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>